segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Planejamento Estratégico: Missão, Visão, Valores

Olá!!

Em Dezembro trabalhei bastante a importância de alguns conceitos do planejamento estratégico em algumas das empresas em que tenho atuado e isso me motivou a escrever este post.

Basicamente um bom plano estratégico - inicial - para pequenas empresas pode ser assim estruturado:

1. Identificação
  • Empresa
  • Histórico 
  • Missão 
  • Visão
  • Valores
  • Negócio Ampliado
  • Focos de Atuação

2. Diagnóstico - utilizando por exemplo a Análise Swot
  • Pontos Fortes (1)
  • Pontos Fracos (2)
  • Oportunidades (3)
  • Ameaças (4)
  • Análise Cruzada: 1x3; 2x4; 2x3 e 1x4

3. Objetivos, Indicadores e Metas
  • Coorporativo
  • Tático 
  • Operacional

A primeira parte do Plano é, ao meu ver, a mais importante de todas, pois é ela quem dá "cara" à empresa formando a base de todo o resto. São conceitos fundamentais que definem, por exemplo, a razão de ser da empresa (missão) e seu maior sonho (aonde deseja chegar). 

O que aprendi sobre o assunto devo, em muito, ao Mestre Dr. Luís Eduardo Machado um dos melhores professores que já tive. Muito mais que os conceitos de uma determinada disciplina, Luís ensina princípios e valores que podem e devem ser aplicados à vida. E é dele a frase que bem expressa à importância destes conceitos: "Não ter tempo de pensar sobre o que quer ser e o que fazer para ser o que quer ser; é certeza de não ser o que quer ser." 

Por isso é tão necessária à definição dos conceitos iniciais aqui apresentados. O ideal seria mesmo se a empresa já nascesse com estas definições, o que certamente aumentaria e muito suas chances de sucesso uma vez que seus diretores teriam passado por uma profunda reflexão dos valores que a nortearão, escolha do ramo de atuação (negócio ampliado) e das atividades que de imediato a farão ganhar dinheiro (foco de atuação).

E o desafio não para na elaboração do Plano Estratégico. É apenas o começo de uma divertida e grandiosa empreitada. Uma vez elaborado, a empresa deve usá-lo como guia em suas ações ordinárias e consultá-lo em caso de dúvidas para manter-se sempre alinhada à sua missão, visão e valores de forma a alcançar os objetivos nele definidos. É como o Plano Mestre do Projeto, de nada adianta fazê-lo e engavetá-lo! Dentro da gaveta ele não serve de nada! Ao contrário deve estar sempre visível a orientar a análise e decisões da empresa.

Bom, por hora é isso! No próximo post farei uma explicação sucinta de cada um dos  tópicos do plano aqui apresentado e que pode ser utilizado também para a nossa vida pessoal! Uma ótima forma de começar o ano é fazendo/revendo nosso Plano Estratégico Pessoal. Você já tem o seu!?

Ficarei honrada com o seu comentário.


Patrícia Inêz, PMP
Treinamentos, Gestão, Projetos e Sistemas
+55 (44) 9925-4574
patricia@patriciainez.com.br
www.patriciainez.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário